A Vida é Missão!


"Onde há povo, há Missão. Onde há Missão há mil razões para ser feliz"

Pesquisar

FÉ
Pelo dom da fé, o cristão contrai alinaça com Deus, entra em comunhão com o Pai, pelo Cristo, no Espirito Santo e com os mais irmãos e irmãs que crêem. A união mística se torna percebida, experienciada!

sábado, 15 de outubro de 2011

CARTA DO PADRE

A VIDA SE FAZ MISSÃO... junto com jesus e Maria ! Neste mês de outubro quero falar contigo sobre as Santas Missões Populares que já está acontecendo em nossa Diocese. Todo o cristão batizado, é missionário, recebe este dom com o Santo Batismo. Sacramento este, que imprime caráter. Isto é imprime em nós o caráter indelével, deixa uma marca na alma, no espírito daquele que é batizado, que nunca se apaga, permanece para eternidade. Filho, filha ser batizado significa, tornar-se Templo, morada do Espirito Santo, Filho de Deus, nos faz irmãos uns dos outros, corresponsáveis, herdeiros de uma mesma herança. Querido paroquiano (a) toda esta maravilha, este Universo, onde vivemos e que nos cerca, foi criado para nós, e como coroamento da Criação, nós fomos criados  por este Pai para  ama-lo, glorifica-lo e servi-lo, vejamos a Palavra, (... Ouve ,ó Israel !O Senhor nosso Deus, é o único Senhor. Amarás  o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças...- Este é o maior e o primeiro mandamento. E o segundo semelhante a este, é (...Amarás teu próximo como a ti  mesmo. A todo este amor que Ele nos dá, e que experimentamos cada dia, não podemos ficar indiferentes, guardando isto só para nós, mas  como resposta, fazer com que as pessoas conheçam e experimentem amá-lo e serem amadas por Ele, da maneira como só Ele ama, com amor incondicional, sempre olhando nosso coração e nunca nossas misérias, faz o impossível por nós, Basta pedir, entregar-se  e experimentar. Como não responder a tão grande amor. Como não proclamar este amor. Como não obedecer ao (...Ide, pois ,e  ensinai a todas as nações...-Mateus 28,19-20). Durante este mês de outubro nos preparamos também para a nossa assembleia paroquial que ira acontecer no próximo mês de novembro. Porém aproveitemos este mês missionário para rever, reavaliar nossas missão, para darmos mais um grande e importante passo junto a nossa paróquia Senhor Bom Jesus. Pastorais, movimentos, Cebs, grupos de reflexão, capelas, ministros etc., reúnam-se durante este mês de maneira espontânea e façam sua avaliação do ano 2011: Como foi o meu amor, e está o meu amor pela vida que se faz Missão? Que tivemos de bom? O que ficou a desejar? E o que podemos fazer pra melhorar? Sugestões e criatividade! Firmar os passos, trabalhar, ou trocar de pastoral, ajudar em outras pastorais ou movimentos da paróquia a tantos que ainda não conhecemos o que desejas? Fazer a experiência de um novo encontro com Jesus é também Missão! Uma só atividade já é o bastante para o aprofundamento dessa experiência! Faça essa experiência Procure participar em dos nossas pastorais ou movimentos, ou forme, crie um grupo de oração, de reflexão no lugar onde você estiver e comunique-nos esta maravilha de Sim a Deus. Semeie, evangelize, fale de Deus aos outros e com seus irmãos e irmãs em Cristo Jesus, faça uso dos sacramentos e dons recebidos. Ser missionário, missionária é assim. É viver semeando e testemunhando sempre, pois a vida se faz Missão é Missão. Quando nos envolvemos em obras da Igreja, mesmo que seja colaborando com um pouquinho por mês, estamos sendo missionários, ajudando a espalhar a Palavra, que nos orienta, liberta, cura  e salva. Estando sempre fortalecidos, recebendo os sacramentos, SINAIS DO AMOR DE DEUS, de maneira especial a Eucaristia e mensalmente  a Confissão. Com o seu dizimo, sua colaboração você tem me ajudado a formar homens e mulheres, Servos e Servas da Esperança. Você é importante para nós porque caminhamos juntos. Você torna-se também um missionário quando colabora devolvendo a Deus por meio da Igreja o seu dizimo Todos os dias rezo por você em minhas orações, muito obrigado! Recebe meu abraço, carinho, orações e benção, com a Paz, do Bom Jesus e de Maria! Pe. Valdenir Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Efusão do Espírito Santo

Entende a efusão do Espírito nestes termos: "É como a renovação do nosso batismo sacramental, pelo qual fomos incorporados em Cristo e na sua Igreja, como uma nova efusão ou derramamento do Espírito Santo em nós, para que se torne realidade na nossa vida tudo o que está implícito no batismo sacramental e possa desenvolver-se nela toda a sua graça e toda a sua vida, em ordem à nossa santificação e à edificação da Igreja". É disso que se trata: de uma renovação, ou talvez melhor, de uma atualização do nosso batismo, do primeiro e único batismo, aquele que recebemos quando éramos muito crianças e pelo qual fomos submergidos no coração de Cristo Jesus e da sua Igreja, e onde recebemos o Espírito Santo, com tudo o que é e significa. Mas, para a maioria absoluta dos fiéis cristãos, tudo aquilo que está contido no batismo parou sem florescer. Não fizeram a experiência do Espírito na sua vida. O contraste entre o que é e o que deveria ser é realmente assombroso. A efusão do Espírito é como um desejo infinito de que o Espírito realize em nós o mesmo que realizou nos discípulos de Jesus no dia de Pentecostes, que possamos experimentar o que viveram as primeiras comunidades cristãs. Ou, dito de outro modo: que aquilo que recebemos no batismo sacramental irrompa nas nossas vidas, que o Espírito emirja da clandestinidade em que o temos mantido e se faça presente; que tudo o que está ali, como uma semente na alma, cresça, se desenvolva e se manifeste na nossa vida; que possamos ouvir o ruído do vento e as línguas pousem sobre as nossas cabeças e os nossos lábios estalem em louvores e possamos proclamar ante o mundo inteiro o triunfo da vida sobre a morte. Pedimos ao Senhor um pentecostes para nós. O homem põe a súplica e o desejo de receber tudo o que está prometido na palavra de Deus e o Senhor põe o resto: envia o seu Espírito, derrama-o e cumula todas as ânsias dos que lhe suplicam. O Espírito entra como um furacão ou como uma suave brisa e transforma por inteiro a vida. Nesse sentido, a efusão do Espírito é um dos elementos fundamentais do Renovamento Carismático e um acontecimento que deve ter lugar na vida de todos os fiéis cristãos. Deus é quem toma todas as iniciativas; é Ele quem submerge o homem, por pura graça, no mar infinito do seu amor. Tal como uma tela pintada já não é o mesmo que antes, assim o homem batizado pelo Espírito já não é o mesmo que antes: adquiriu a cor do Espírito. Isso é definitivo. Quem não foi batizado, empapado e tingido pelo Espírito de Deus, vive todavia na carne, não nasceu de novo. É um homem natural. Por isso é preciso desejar com toda a alma esse batismo, para que o Espírito nos limpe com o seu banho, nos inunde com a sua força e encha a nossa alma até transbordar. "No Renovamento Carismático o Espírito suscitou o desejo ardente de pedir que se realize de uma maneira concreta e viva o que sucedeu no dia de Pentecostes, o que tem ocorrido sem cessar na vida da Igreja, o que nos foi entregue como prenda no momento do batismo. O que aconteceu, continua a acontecer; o que foi prometido, está a ser cumprido agora. A palavra de Deus é irrevogável. O Espírito despertou muitos homens do seu sono para que eles possam despertar os outros. Nesse sentido falamos de uma efusão do Espírito". Pe. Vicente Borragán Mata, OP in "Como um Vendaval... O Renovamento Carismático", ed. Pneuma

Padres e Cantores

Loading...

Padre Valdenir Pereira

Postagens populares

Postagens populares